domingo, 27 de julho de 2008

My Drive-Thru


A Converse (aquela que faz o All Star) está completando 100 anos e juntou vários artistas para criar músicas e participarem dos comerciais comemorativos. Entre os escolhidos Julian fucking Casablancas!

Quando eu li isso pensei "Oh yeah, baby... Finalmente o Julian saiu da toca!", mas fiquei um pouco chocada ao perceber que os outros fãs de Strokes não reagiram da mesma forma... Tirando as groupies (não me excluo completadamente delas) que escreviam em caps "AILMELDES, LINDOGOSTOSO!", os outros faziam comentários chamando o rapaz de "Vendido", "Mercenário", etc.
Mas ainda completavam com coisas como "bom, vamos ver no que dá...".

Mas aí veio a gota d'agua para os fãs radicais...
Julian Casablancas trabalharia com Pharrell e Santogold!
Sim... aquele Pharrell que tem um grupo de rap, aquele Pharell que faz música com Snoop Dog, é...esse mesmo!E Santogold, uma cantora pop que 'táquetá'!

Aícabô né?!
A galera enlouquecida, saiu com tochas na rua., fez passeata até Nova Iorque, queriam enforcar o Julian... Exagerei.
Mas aí decidiram que ele era vendido MESMO, já que além de fazer música para um comercial ele trabalharia com um rapper...

Não sei da onde que as pessoas tiram esses preconceitos musicais absurdos... A maioria delas nunca deve nem ter ouvido uma música do Pharrell e da Santogold, fica julgando apenas pela imagem deles.
Pois o Julian já, e faz um bom tempo que ele declarou que gostava muito da música deles e gostaria de trabalhar com eles um dia.

Ok, pra quem não sabe...
Pharrell é cantor, produtor e compositor. E se querem saber eu acho que eles faz as 3 coisas muito bem! E não sou só eu, já que com seu projeto The Neptunes ele já ganhou 3 Grammys entre 10 indicações. Ele também tem seu pézinho no rock, já que produziu o último cd do Hives.

Santagold é uma cantora pop que é descrita em muitos lugares com uma mistura de M.I.A com Strokes. Também entrou na lista da NME das 50 pessoas mais 'cools' da música.

Engraçado como esse preconceito parece ser coisa de roqueiro raivoso, já que não vi nenhuma fã do Pharrell dizendo "aimeldels, esse cara pirou...Tá gravando com aquele maluco do Strokes!"

Acho que o Julian (assim como os outros dois) está num ponto da carreira dele que não tem que ter medo de ousar musicalmente falando (não que eu ache que qualquer artista deva ter medo disso), ele já veio e provou que é bom... E quanto a ser mercenário? Não preciso lembrar que o Julian é filho do ex-dono de uma das maiores agências de modelos e tem uma carreira extremamente bem sucedida com o Strokes né?! Dinheiro naquele bolso não falta...

Ficou curioso pra ver no que deu essa mistura?

8 comentários:

Douglas Funny disse...

Ah... ficou divertido....

Tchelo disse...

Renatinha defendendo o Julian?
Haam, que suspeito!
Talvez por ele ser seu futuro marido, não?! Ou vai ser o Vitinho? Ai, to confuso...
Enfim, to brincando, a defesa ta mais que justa, embora eu nao seja muito fã dessas misturas com o rap.
E po, a causa é nobre. 100 anos de all star!!! (ta, é 100 anos da fabricante, mas da pra considerar neh?).... é por isso que eu vou comprar um all star, pra comemorar!!! Ou não! =P
Beeijo Re

Brancatelli disse...

Bom, eu não gostei muito do vídeo, não...

Mas realmente é muita babaquice ter ainda esse tipo de preconceito.
Claro, se ele tivesse se juntado ao MC Créu... ou à Tati Quebra Barraco... eu ficaria puto!
Mas não, o cara se juntou a duas pessoas talentosas, que sabem fazer música. Não vejo nada condenável nisso.

Quanto mais os gêneros musicais se unirem, mais os fãs de boa música têm a ganhar.

Boninha disse...

Well...

eu nunca tinha ouvido nenhum deles. Mas... honestamente, não gostei muito, mesmo =S

De qualquer jeito, o Julian continua sendo um cara legal. Posso ser madrinha? ;)

Luiz Gustavo disse...

haha

preconceito normal haha tem em todo lugar e nunca vai ser curado,acho eu,sempre existem os xiitas.

Junkie careta disse...

Não entendo esses fundamentalistas Indies,xiítas alternativos.É patético, em pleno século 21 e no meio de uma revolução tecnológica.Tá, o Morrissey recusou 40 milhões de libras pra fazer uma excursão pela Inglaterra patrocinado por um famoso soft drink, mas, porra, é o Morrissey!Ele pode qualquer coisa! Até ter escrúpulo!(sorry, não resisti a piada...)

A Santagold ouvi e gostei(devo confessar que prefiro até agora, a M.I.A(Arular é quase perfeito!)

Quanto ao Pharrell, o cara é ótimo em tudo!concordo inteiramente com vc Renatinha.A produção do Neptunes é absolutamente sensacional.A melhor coisa q a Britney já fez é deles(slave 4 u),sem contar a Nelly Furtado.Não esqueçamos que foram eles(o Pharrel e o Chad Hugo) também, quem catapultaram o Justin, no bom Justified e ainda colaboraram com o Hives que vc mencionou.Insistir nessa postura Neanderthal de "porque sou roqueiro, não posso gostar de Hip-hop" é anacrônico.

Embora não ache que ganhar um Grammy hoje signifique necessariamente um elogio, acho que no caso deles, é válido.

Por falar em música, quando vcs tiverem um tempinho,Passem la na minha página. No Jornal, digo, texto desse mês, eu falo das histórias que existem por trás de cada música, o que a inspirou. Passando por, Oasis, Velvet Underground,Verve,Suede,Blur, Manic Street Preachers,Bowie, Pulp entre outros.

Dessa vez tenho certeza que vocês vão gostar um pouquinho.

É sempre uma honra quando o 2 cold fingers visita alguma página. A minha modesta página então, se pudesse, estenderia um tapete digital vermelho.

Parabéns mais uma vez pela qualidade do texto.

Grande abraço

Mar e Ana disse...

E viva a diversidade :D
Apesar de q eu tbm não gostei taaaaaaaannnto do vídeo, achei q ficou legal.
Num tenhho mais o q falar, to com preguiça d pensar hoje, pode?

:*

Mary West disse...

Pleo menos ele ainda tá vivo neah? Pq ô campanha que tem defunto!