domingo, 8 de agosto de 2010

A Origem


Você se lembra como chegou aqui?

A Origem (Inception) estreiou fazendo o maior buzz na internet. O Tumblr ficou louco, postando fotos, memes, teorias, representações gráficas do filme, gringos (atores e membros de bandas) que sigo no Twitter estava pirando no filme e até no live chat do Jonas (algum problema? vai encarar?) eles comentaram sobre o filme.

E acho que todo esse fuzuê sobre o filme é merecido.
Chris Nolan cria uma teoria simples desenvolvida num complexo roteiro.
Mas, Renata, então eu vou ficar perdido no filme. É aí que Nolan não decepciona... existe uma personagem chave, interpretada pela Ellen Page, chamada Ariadne. Ela representa o espectador dentro do filme, ela faz as perguntas, elas pede explicações, e ao mesmo que tempo que você está se perguntando algo... ela está perguntando para alguém exatamente a mesma coisa.

O filme é tenso do começo ao fim, te deixa na pontas dos pés e coração acelerado e além dos acontecimentos, a trilha sonora é um fator que colabora muito para isso.
Alguns desses momentos são quebrados com risadas nervosas, mas os minutos finais são desesperadores e acredite, eu vi o filme duas vezes e nas duas, meu coração acelerou e roí as unhas na parte final.

Imagine que as pessoas possam entrar no seu sonho e lá roubarem informações importantes. No filme, isso é possível. A equipe de Leonardo Di Caprio, ou melhor, Mr. Cobb, é contratada para algo ainda mais ousado: entrar nos sonhos e plantar uma idéia na cabeça de uma pessoa.

E não dá para contar além disso sem dar spoilers.

Ou seja, veja. Para amar ou odiar, mas veja.
A Origem é um filme que tem que fazer parte da sua lista de filmes vistos na vida.

4 comentários:

Brancatelli disse...

O mais assustador é ver que, num texto sobre esse filme, vc não dedica nem uma linha ao Joseph Gordon-Levitt...
Aliás, nem ao menos cita o nome dele!!!

Vc mudou, Renata.

Renatinha disse...

O problema é se eu começasse a falar do Joe... Ah, o Joe...
Eu falaria do quanto ele é expressivo, o quanto o personagem dele é atraente, o quanto ele fica bem de terno... melhor ainda, o quanto ele fica bem de terno e flutuando.

Falaria também que ele não precisaria nem invadir meus sonhos, porque ele já está lá faz tempo.

Ah, Joe...

Thiago disse...

oi cara... temos agom em comum... hahahaha meu nome é thiago bancatelli!!!!! entre em contato comigo!!!! somos possivelmente parentes tbancatelli@uol.com.br

Claudinei disse...

um ótimo filme