domingo, 5 de julho de 2009

Mamona-na-na-nas Assassina-na-na-nas!


Semana passada perdemos um cara que mudou como víamos a música mundial, mas há 13 anos nós perdemos 5 caras que mudaram o jeito como víamos a música brasileira.

Nesse último sábado pré-estreiou "Mamonas Assassinas - O Doc" em Guarulhos, cidade dos moços e essa estréia me lembrou o que faz falta aqui um texto sobre eles, que fizeram em tão pouco tempo o que muitos não conseguem em décadas.

Eu não lembro como foi a primeira vez que ouvi, só sei que foi um dos primeiros cds que pedi para minha mãe me comprar.
Não tinha como não gostar, ainda mais se você era criança ou adolescente.
As melodias divertidas combinadas com as letras de bricalhonas conquistaram o Brasil inteiro, mesmo Brasil da Bossa Nova, do banquinho e violão, música de protesto,... Aquele país se curvou diante de 5 garotos que encaravam música como piada.
Mas não faziam de qualquer jeito, faziam MUITO BEM.

Foram em mais programs de televisão que consigo lembrar, saíram em mais revistas do que qualquer banda brasileira, tiveram um espaço inimaginável. Até por não se limitarem a queridinha das bandas, a MTV... Eles íam no Gugu, no Faustão e no Raul Gil sem medo de caírem num rótulo brega, aliás, querendo aumentar uma fama brega, mas fazendo um rock de qualidade.

Mas em 2 de março de 1996, um acidente de avião os levou justamente no auge de sua fama... Eles se preparavam para emplacar o começo da carreira internacional.

Existem muitos que dizem que se eles não tivessem morrido não teriam conseguido manter a qualidade da música e das piadas em um segundo cd e estavam fadados ao fracasso, mas nada mudaria o fato de que eles mudaram muita coisa, de que eles mostraram para todo mundo que a música pode ser feita para se cantar e rir.
Sem contar que eu aposto que ao ler o nome deles ali no começo do texto alguma música deles te veio na cabeça, elas fazem parte da nossa geração.

A saudade poderemos matar com o Projeto Mamônico. O mesmo vai contar com o lançamento de um longa de ficção, um documentário, um site (pode clicar, amicko!) e dvd's.
O documentário, como eu disse já saiu nesse sábado mas ainda não entrou no circuito nacional e nem se sabe se vai entrar. O documentário nem estava originalmente nos planos, mas os criadores do londa de ficção disseram que reuniram tanta coisa enquanto pesquisavam para o mesmo, que sentiram necessidade de transformar isso em material também.

Se vocês forem de Guarulhos (Oi, Funny!) corram para assistir e se vocês forem do resto do Brasil cruzem os dedos para entrar nos cinemas de cá.

6 comentários:

Guilherme disse...

Eu gostava do Mamonas!
Dava risada com as musicas, com os shows...Dava risada até com a banda cover que tinha em Itanhaém! (lembra Rê?)
Não sei se eles continuariam na ativa ainda, mas fizeram parte de uma história que foi, no mínimo, muito divertida e sincera!

Brancatelli disse...

Bom, o CD póstumo que foi lançado, com algumas músicas inéditas, provou que a fórmula deles não duraria muito.
Mas, de qualquer jeito, o Mamonas deixou sua marca na música nacional, criando pequenas obras geniais do humor basileiro que, infelizmente, ainda não encontrou nenhum concorrente à altura de um Dinho.

Não importa o que eles fariam, e sim o que eles fizeram.
E eles fizeram MUITO, em MUITO pouco tempo!!

O bom dessa onda de documentários e filmes (Simonal, Arnaldo Baptista, Renato Russo, Mamonas, Cartola, Noel, Paulinho da Viola, Portela...) é que eles, de certo modo, não estão deixando a memória da cultura brasileira morrer.
O que, no mundo atual, com a enchurrada de informações que recebemos todo dia, é muito fácil de acontecer...

Renatinho disse...

Ria demais com as músicas e as apresentações mais ainda! O legal era que todos os membros da banda eram animados e iam na onda do Dinho; banda que fez falta na época...

Douglas Funny disse...

Agora eu sou de sampa... NOT!!

Bora pra Guarulhos pra ver a unica coisa boa q saiu de lá... hehehehehe

... marcaram minha vida.


Sucesso.

Mar e Ana disse...

Bora pra Guarulhos pra ver a única coisa boa q saiu de lá... hehehehehe

... marcaram minha vida. [2]


:***

icaro disse...

vamos voltar na epoca do utopia...
dinho,julio,bento,samoele sergio
montam uma banda...
td comeca num movimento chamado parque cecap [guarulhos]...
5 anos depos a banda muda de nome
para mamonas assassinas
e comeca a ganhar fama em
1995...
mais num domingo de 1996
o brasil enteiro ficou parado
o nossos coracoes nao estavam na
alegria dos mamonas...
eles deixaram nos
......
mais nao acaba po raki!!!!
por qee e so ter mos um pouquinho de alegeria qee lenbraremos dos mamonas!!!!!!!!
5 jovens...
uma historia...
os meninos de guaryulhos qee ganharan fama....
e ate hoje sao lenbrados


meu orkut e´: ims 2009@hotmail.com