quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Orgulho em ser careta.

Hoje eu ia postar uma crítica sobre o novo CD do MopTop, mas aconteceu uma cosa tão legal ontem que eu precisei mudar de assunto...
A crítica fica pro próximo post.

Ontem de noite aconteceu um evento bacana (e até inovador) lá no Studio SP, na Augusta.
O MySpace e a HotPocket produziram um show gratuito da Mallu Magalhães e pediu para os internautas decidirem a banda de abertura... o resultado foi que acabaram escolhendo o pessoal do Ecos Falsos (banda sobre a qual vcs ainda vão ler muito por aqui).
Apesar do atrazo e de um encurtamento do show do Ecos, foi tudo bem bacana. Depois do show, o vocal e guitarrista da banda, Gustavo Martins, até veio conversar com a gente, perguntou o que tinhamos achado das músicas, do som, puxou um papo...

Cara, foi daí que eu fiquei pensando com os meus botões...
Enquanto certas bandas que eu prefiro não citar o nome (a-a-atchimNXZero) xingam o público e agridem jornalistas (atchimassistamessevídeoaqui), outras saem de um show e vão conversar com os fãs como se fossem um de nós.
E ainda assim, enquanto certas bandas fazem sucesso, outras ainda dependem desses mesmos fãs para fazer um show ou outro.

É muito louco isso... estavamos lá, conversando com o vocalista de umas das bandas que eu mais escuto... e era a coisa mais natural do mundo.
E não foi apenas oportunismo, do tipo "E aí, tava legal? Tava? Que bom... ta, tchau!". É até normal chegar mais cedo em um show desses e passar um tempo bebendo com o pessoal do Ecos, ou com o pessoal do Daniel Belleza... é a diferença entre falsidade e acessibilidade.
E ainda assim, as bandas que fazem sucesso continuam sendo as que xingam o público e agridem jornalistas...
A pseudo-rebeldia é a coisa mais comercial dos nossos tempos.
A autenticidade é careta.

E ainda assim, eu vou continuar escutando bandas que ficam à vontade em meio ao seus fãs.
Porque, mais que ídolos, eu prefiro escutar os meus amigos.
Por mais careta que isso seja...

4 comentários:

Mary West disse...

Oh sim, pouvo se acha rock star com um simples música tocada nas rádios, mas fazer oq neah? Tem quem alimente esse sentimento deveras diva p/ meu gosto.

Douglas Funny disse...

Eu tbm...

Por isso q no final dos shows eu espero o Branca, vocalista do Projeto Murphy, e a Rê, a empresária, pra me pagarem uma breja e bater um papo...

e tenho orgulho de dizerqsão meus amigos... acredite quem quiser...

Mar e Ana disse...

Tá explicado pq q todo mundo sumiu ontem =p
Mas então, realmente, quando os caras são gente boa e são nossos amigos, dá mais vontade e mais orgulho de ser fã, ir nos shows, saber as letras e coisa e tal.

Ainda vou num show do ecos... já q vcs são amigos, fikdik de falar pra eles virem pra cá ;}
heuheueh

:*

Rezende disse...

100% apoiado, não conheço a banda mas a atitude é muito legal. E eu tinha mais alguma coisa pra dizer masme esqueci. De qualquer forma, ficou muito legal.