quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Nós Somos o Mundo, Nós Somos as Crianças...


Em janeiro de 1985, 45 artistas (entre eles nomes como Ray Charles, Bob Dylan, Diana Ross e Stevie Wonder) se reuniram para formar o grupo USA for Africa e arrecadar grana para o combate da fome na África. Para isso, o grupo gravou uma canção escrita por Michael Jackson e Lionel Richie, chamada "We Are The World", produzida habilmente por Quincy Jones e que tornou-se um grande sucesso da época.


Em fevereiro de 2010, 93 artistas (entre eles nomes como Justin Bieber, Nicole Richie, Pink e Fergie... sim, esses mesmos!) se reuniram para arrecadar grana para ajudar as vítimas dos terremotos no Haiti. Para isso, eles gravaram uma canção escrita 25 anos antes chamada "We Are The World", que foi produzida porcamente por Quincy Jones e outros caras e que, esperamos, seja esquecida nos próximos anos.


Sim, o tom indignado do parágrafo acima não é a toa.
Tudo o que eu senti escutando esse "We Are the World 25 for Haiti" foi VERGONHA!!!
Vergonha em ver tanto nome ruim numa mesma música... além de ver tanto nome bom ser disperdiçado.

Primeiro, qual a necessidade de regravar uma música que já tinha servido (e muito bem) ao seu propósito?
Podem dizer que era para ser simbólico, podem dizer que era para comemorar os 25 anos da gravação original... mas eu chamo de OPORTUNISMO!!!
Não sabemos se eles estavam usando o aniversário da música como pretexto para ajudar o Haiti, ou se estavam usando a tragédia como pretexto para comemorar o aniversário.
Dos dois modos, a iniciativa soa como algo falso e perde, na minha opinião, totalmente a credibilidade.

Segundo, queria saber quem foi a paca que chegou com a idéia de dar a primeira linha da música, antes cantada pelo Lionel Richie, para um moleque de 15 anos como esse tal Justin Bieber???
Não que o garoto seja ruim ou coisa do tipo, não estou discutindo gosto... mas acho que é necessario ter um pouco mais de maturidade pra esse tipo de coisa. Uma coisa é colocar a Miley Cyrus (que, aliás, não faz feio a sua parte), mas um moleque de 15 anos que alcançou o sucesso a cerca de 3 meses???
Fica óbvio que o intuito é aproveitar que ele é o novo queridinho da mídia e das garotas adolescentes. Mas devia ter um pouco a ver com talento, não...?

Terceiro... é de uma tristeza sem fim ouvir as partes com rap.
Principalmente ao ver o próprio Quincy Jones dizer que, para os adolescentes de hoje, os rappers são os novos roqueiros!!! Quer dizer, o quão triste é isso???
A tentativa de "atualizar" a música acabou se tornando, isso sim, um grande desrespeito à obra original. Não me levem a mal, não tenho nada contra o estilo, mas é a mesma coisa que pegar "Give Peace a Chance", do John Lennon, e colocar um MC Hammer fazendo um rap e um "wicka-wicka-wicka" em cima.
O que alguns chamam de "atualização", eu chamo de puro "SACRILÉGIO"!!!

Quarto, da até vergonha ver nomes como Brian Wilson, Barbra Streisand, Celine Dion, Adam Levine, Al Jardine, Jennifer Hudson e vários outros músicos de qualidade como Carlos Santana e a guitarrista Orianthi completamente disperdiçados no meio de toda a bagunça.
Aliás, triste também ver o nome de Quincy Jones e Lionel Richie na produção da música. Sim, pois esse é o verdadeiro ponto fraco do single. Da até a impressão de ter sido produzido por iniciantes, tantas as falhas. E poucos são os momentos de emoção verdadeira, apenas proporcionados (ironicamente) pelo Wyclef Jean e... bem, acho que foi o único que mostrou um pouco de emoção na bagaça toda.


Podem me chamar de chato ou conservador, mas qualquer mérito dessa regravação deve ser atribuido unicamente à música original.
Muita firula, pretensão demais e qualidade de menos, além de vários grandes talentos disperdiçados (a Renatinha aliás certamente vai citar o talento dos 3 irmãos Jonas...).
É isso que vai ficar dessa "homenagem".

É claro que vai ser sucesso.
É claro que, no fim, é tudo por uma boa causa.

Mas, bem...
Se é pra fazer alguma coisa, que faça bem feito!
Porque sempre vai existir um babaca blogueiro pra criticar.

Tire sua própria conclusão ouvindo (e assistindo) a nova versão clicando AQUI!

4 comentários:

Babs disse...

eu ainda achou q faltou completar, q a recente perda do mundo pop, mj!
um raio não cai no mesmo lugar duas vezes no mesmo lugar, até a plantação pelo haiti no farm está arrecando mais do que essa palhaçada, sim pq isso foi uma palhaçada.
Branca super concordo com o seu texto, e nem foi uma super critica, foi um desabafo, tbm me decepcionei muito com essa versão, digamos q cretina!

m. disse...

sinceramente, acho muuuuuuita inocência achar que a versão moderna chegaria aos pés da antiga.

ficou um lixo, como eu esperava. desde que ajude a galera lá do haiti, por mim tudo bem. até pq esse é o objetivo né?

aahh, não tinha visto o post que ce fez pra renatinha e tá muito bonito *______* sério. dá inveja da amizade de vcs quase :D~
abraço.

Guilherme disse...

Realmente essa versão é a mosca do cocô do cavalo do bandido...

Renatinha disse...

O chato de tentar comentar no blog é que você já sabe exatamente tudo que penso.

Meu... A Fergie? Eu acho ela tão desnecessária no clipe quanto no cenário musical em geral.